Deputado Gil Cutrim repudia “Fake News” publicado pelo SINDEDUCAÇÃO22

  • 6 de maio de 2020
  • 0

 

Venho, por meio desta, repudiar a atitude do Sindicato dos Profissionais do Magistério da Rede Pública Municipal de São Luís, por propagar, em suas redes sociais conteúdo mentiroso.

Gostaria de esclarecer que eu não votei contra os professores, na emenda nº 11 do PLP 39/20. Ao contrário, votei para incluí-los nas exceções que não terão seus salários congelados, previsto como contrapartida ao socorro financeiro.

Tenho compromisso com a educação do nosso país e entendo que os professores são peças fundamentais para o desenvolvimento do nosso país. Jamais votaria contra esta classe tão batalhadora!

As “Fakes News” não tem outra intenção a não ser confundir as pessoas. A publicação feita pela instituição foi desrespeitosa e fere o seu compromisso com a sociedade. Espero que o SINDEDUCAÇÃO restabeleça a verdade.

Gil Cutrim

Deputado Federal / PDT-MA222

Aprovado destaque que reduz idade mínima para aposentadoria de professores22

  • 12 de julho de 2019
  • Comments are off for this post.

Logo após a votação do destaque nº 43, do PDT, à reforma da Previdência, o deputado federal Gil Cutrim (PDT-MA) elogiou a articulação da oposição a favor do Brasil e destacou a firmeza de seu partido para a obtenção do resultado. Por 465 a 25 votos, o plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta sexta-feira (12) destaque que reduz em cinco anos a idade mínima exigida dos professores para aposentadoria na regra de transição, cujo pedágio é de 100% do tempo que ainda falta de trabalho. Assim, passa a ser de 52 anos para mulheres, em vez de 55, e de 55 anos para homens, em vez de 58. Para o deputado, a transição fica abaixo do que a categoria merece, mas considera um grande passo para que a classe não fosse ainda mais desvalorizada. “Diante da realidade do professor brasileiro, um dos mais desvalorizados do mundo, não podíamos aceitar o contrário. A valorização da educação começa pelo professor”, disse. “Concluímos uma etapa louvável durante esse momento da reforma da Previdência. Tudo o que nós, do PDT, discutimos sobre pontos feriam impetuosamente os trabalhadores do país, conseguimos com muito empenho retirar da proposta”, completou o parlamentar. Entre os pontos retirados do texto enviado inicialmente pelo Governo Federal à Câmara dos Deputados, Cutrim se refere aos que mexiam na aposentadoria dos trabalhadores rurais, no sistema de capitalização e no Benefício de Prestação Continuada. “O que pretendiam fazer com os beneficiários do BPC era indecoroso, aquele absurdo de reduzir de um salário mínimo para R$ 400 a idosos e deficientes de baixa renda. Hoje, graças a um trabalho incansável de nossa bancada, nenhum desses retrocessos faz mais parte do texto”, acrescentou o deputado. Segundo Gil Cutrim, o foco, a partir de agora, é mirar em outras reformas para o avanço do Brasil, como a tributária. “É lamentável que 13 milhões de brasileiros estejam desalentados, enfrentamos um recorde na taxa de desemprego. Precisamos fazer com que o ambiente econômico melhore e possamos, enfim, favorecer a retomada de investimentos. Nosso trabalho é por uma agenda positiva que vise a geração de empregos e, consequentemente, o bem-estar dos brasileiros”, concluiu.222